Movimento apresenta indicadores sociais e percepção do paulistano sobre a vida na cidade PDF Imprimir E-mail
Por Administrator   
Qui, 24 de Janeiro de 2008 11:47
Movimento Nossa São Paulo apresenta avaliação de setores como educação, saúde, transporte e meio ambiente e lança o I Fórum Nossa São Paulo. GT de educação retoma atividades.


Criado em maio de 2007, o Movimento Nossa São Paulo apresentou em 24 de janeiro 130 indicadores sociais, ambientais, econômicos e políticos da cidade de São Paulo que possibilitam o acompanhamento e avaliação permanentes da qualidade de vida no município. Uma pesquisa detalhada nas subprefeituras de São Paulo permitiu a seleção e sistematização dos principais indicadores de qualidade de vida em cada região. A partir dos dados disponíveis, a sociedade civil, partidos políticos e governos podem monitorar e avaliar o avanços das políticas para os diversos setores e elaborar metas para São Paulo.

Um dos articuladores da iniciativa, Oded Grajew, afirmou se tratar de um movimento inovador. “Algo de novo está acontecendo. Apresentamos indicadores para sustentar a construção de uma cidade justa. Com isso, vamos também permitir ao cidadão que acompanhe os indicadores e contribua na formulação de diretrizes para políticas públicas”, defendeu Grajew.

O Movimento Nossa São Paulo possui quatro eixos de atuação. Além do estabelecimento de indicadores e metas, agora disponíveis no Observatório Cidadão, trabalha com o acompanhamento do cidadão e monitoramento sistemático do trabalho das instituições paulistanas. Outro eixo é o de educação cidadã, que se propõe a realizar ações e campanhas a fim de mudar o comportamento da população e comprometer o cidadão com a construção de uma sociedade justa e sustentável. “É possível que a sociedade civil se organize em torno de uma causa comum, de projetos de redução das desigualdades, e resgate a confiança na política”, entende Grajew. "Uma vida melhor para São Paulo é responsabilidade de todos", diz.

O evento de apresentação dos indicadores também lançou a primeira pesquisa de opinião pública “viver em São Paulo”, feita pelo Ibope, que mediu a percepção paulistana sobre a cidade, a administração e os serviços públicos de São Paulo. Os dados, disponíveis no site do movimento, serão utilizados na elaboração de metas para o município. Uma das intenções do movimento é subsidiar os candidatos à prefeitura da cidade com informações úteis para formulação de políticas locais.

Para mobilizar a sociedade nesta formulação para os eixos em que o movimento trabalha, foi lançado oficialmente o I Fórum Nossa São Paulo – Propostas para uma cidade justa e sustentável, que reunirá propostas em todos os eixos de atuação do movimento e terá plenárias entre 15 e 18 de maio para reunir as propostas. “Queremos articular a população e mobilizar para fazer com que a cidadania chegue a todos. É preciso fazer com que a população se aproprie da cidade”, afirmou o padre Jaime Crowe, um dos articuladores do movimento.

A proposta do Fórum é estimular a sociedade civil a formular propostas para a cidade. O Movimento Nossa São Paulo convida a todos a se articularem nas regiões e bairros onde moram para elaborar propostas para a construção de um local mais justo e sustentável.

GT de Educação

O movimento Nossa São Paulo é formado por uma série de Gurpos de Trabalho – GTs temáticos, um deles é o de educação, do qual a Ação Educativa faz parte junto com outras organizações, fóruns e redes do campo. Nos próximos meses, o GT trabalhará nas propostas do setor para serem discutidas nas plenárias do movimento, em maio.

A primeira reunião do grupo no ano servirá para planejar suas atividades. Entre os tópicos a serem discutidos, além da preparação para o Fórum Nossa São Paulo, estão a avaliação do I Encontro Educação para uma Outra SP, ocorrido no ano passado e a intervenção no processo eleitoral e no Plano Municipal de Educação. A reunião do GT acontecerá dia 8 de fevereiro, às 14h, na sede do Cenpec.


Mais informações, no site do Movimento Nossa São Paulo
Última atualização em Qui, 24 de Janeiro de 2008 14:11
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar