Educação e trabalho PDF Imprimir E-mail
Por Administrator   

Educação e trabalho são dimensões centrais na constituição da cidadania de jovens brasileiros. A ausência de condições de acesso à escola ou ao emprego, a maior ou menor qualidade das escolas ou dos postos de trabalho ofertados, a presença ou não de suportes que apóiem tanto a construção de projetos de futuro quanto a entrada e permanência no sistema educacional e no mundo do trabalho são questões que impactam as trajetórias da juventude em nosso país.

Tendo em vista estas questões e os desafios para a construção de um Brasil mais justo e igualitário, o Programa Juventude, Educação e Trabalho tem como objetivo contribuir para a construção de políticas públicas que, de um lado, garantam o direito de todos os jovens à educação de qualidade e ao trabalho decente e que, por outro, estejam comprometidas com a superação das desigualdades de classe, de raça e de gênero que marcam a trajetória e o acesso diferenciado à educação e ao emprego por parte de moças e de rapazes.

Para tanto, o Programa busca conciliar iniciativas que fomentem o debate público e a construção de processos democráticos de formulação de políticas públicas – dialogando com jovens, professores, grupos juvenis e articulações políticas – com outras voltadas para a produção de conhecimento e de subsídios, tanto sobre a singularidade da experiência juvenil nas áreas da educação e do trabalho quanto sobre os caminhos assumidos pela sociedade brasileira e pelas políticas no sentido de garantir os direitos deste grupo da sociedade.

Um exemplo destas estratégias de atuação se materializa no âmbito do Projeto Jovens Agentes pelo Direito à Educação (JADE). Iniciado em 2007, o projeto teve como intuito inicial construir consensos em torno de caminhos para uma escola capaz de atender às demandas e necessidades educativas de jovens. Para isso, foram reunidos estudantes, ex-estudantes, professores, diretores, familiares e demais membros da comunidade escolar em um intenso processo de produção de conhecimento e de construção de diretrizes para o ensino médio. O processo resultou na publicação Que ensino médio queremos?, uma produção coletiva, que foi amplamente discutida em diferentes espaços de formulação de políticas públicas.

Um dos principais resultados desta primeira fase consistiu na identificação da demanda de jovens por um currículo e uma experiência educativa capazes de apoiá-los na elaboração de planos de futuro, sobretudo no que concerne às possibilidades de continuidade dos estudos e de inserção profissional. Desde então, o JADE tem construído iniciativas voltadas para a disseminação de informações e a implementação de processos capazes de auxiliar jovens no delineamento de seus projetos.

Neste sentido, destacam-se a realização de oficinas de orientação profissional para estudantes do ensino médio, a criação do blog Tô no Rumo - voltado também para professores do ensino médio –, e a realização de programas de formação de jovens e de professores dirigidos à construção de ações que assegurem à juventude o direito de acessar informações e reflexões úteis sobre educação e trabalho.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar