Filmes e palestras na cinemateca PDF Imprimir E-mail
Sex, 30 de Abril de 2004 21:00

Com o objetivo de estimular o uso do cinema brasileiro em contextos educativos, o projeto Cinema e Vídeo Brasileiro nas Escolas, da Ação Educativa, organizou a 3ª Mostra de Cinema Brasileiro. A seleção de filmes foi feita a partir de temas escolhidos pelas escolas.

A abertura da mostra será realizada na sala da Cinemateca Brasileira, onde acontece o projeto “Escola na Cinemateca”, que utiliza o espaço nas terças-feiras do mês de novembro para exibir filmes representativos de momentos fundamentais da história do cinema brasileiro.

As sessões da 3ª Mostra, que acontece entre os dias 16 e 19 de novembro, serão seguidas por palestras com pesquisadores e profissionais de cinema, que destinam-se a professores, alunos e equipes técnicas das 92 escolas que integram a Diretoria de Ensino Leste 1.

A mostra será realizada nos seguintes locais:

Cinemateca Brasileira, no Lgo. Senador Raul Cardoso, 207 – Vila Mariana
Telefone 11 5084-2177 / 5081-2954
Escola Estadual Profº Gabriel Ortiz, na Avenida Amador Bueno da Veiga, 2.932 – Vila Esperança
Telefone 11 6684-8144 / 6957-2107
Escola Estadual Nello Lorenzon, na Rua São Gonçalo do Sapucaí, 28 – Ponte Rasa
Telefone 11 6143-0976 / 6280-5459
Escola Estadual Dr. Vital Fogaça de Almeida, na Rua Malacacheta, 118 – Cangaíba
Telefone 11 6641-0901 / 6641-2641


PROGRAMAÇÃO

16 de novembro – terça-feira, das 15h às 18h

Local: Cinemateca Brasileira
Tema: O Cinema Industrial Paulista, anos 50

Simão, o Caolho
(1952, 95’, p&b, 35mm)
Direção: Alberto Cavalcanti
Baseado nas crônicas de Galeão Coutinho

São Paulo, 1942. Um corretor de negócios, velho e malandro, Simão, o Caolho, anda às voltas com sua mulher e um bando de amigos turbulentos, sempre à espera de um lance de sorte na vida. Um de seus amigos, metido a inventor, vivia prometendo um olho suplementar para Simão. Um dia, esse olho aparece e Simão torna-se milionário, pois ele tem a prioridade de torná-lo invisível. Simão decide então entrar na política, candidatando-se a Presidente da República. Sua trajetória acaba por acompanhar as transformações na cidade de São Paulo entre 1932 e 1950.

Palestrante: Afrânio Mendes Catani

Para os Professores que se inscreverem nesta sessão, haverá transporte gratuito, que sairá da Diretoria de Ensino Leste 1, às 13h.


17 de novembro – quarta-feira, das 14h às 18h

Local: EE Profº Gabriel Ortiz
Tema: Cinema e Literatura

Vidas Secas
(1963, 103’, p&b, 35mm)
Direção, roteiro: Nelson Pereira dos Santos
Ficção

Adaptação cinematográfica da obra de Graciliano Ramos, Vidas Secas narra a história de Fabiano, migrante nordestino que foge da seca com sua família numa terra árida e sem vida para encontrar trabalho numa fazenda onde é explorado pelo proprietário.

Palestrante: Manuel Silva de Araújo


18 de novembro – quinta-feira, das 14h às 18h

Local: EE Nello Lorenzon
Tema: O Cinema Brasileiro de Animação

Piconzé
(1972, 75’, cor, 35 mm)
Direção, história original, roteiro, direção de animação, cenários e direção de arte: Yppe Nakashima

“Piconzé e seus amiguinhos enfrentam Bigodão e seu bando para salvarem Maria Esmeralda que fora raptada e devlver a tranqüilidade para a Vila do Vale Verde”

Palestrante: Itsuo Nakashima


19 de novembro – sexta-feira, das 8h às 12h

Local: EE Dr. Vital Fogaça de Almeida
Tema: A Cidade de São Paulo no Cinema Brasileiro

Anjos da Noite
(1987, 98’, cor, 35mm)
Direção, argumento e roteiro: Wilson de Barros
Ficção

Ratos e Anjos se escondem nos esgotos para sobreviver à podridão das metrópoles. São protagonistas de uma alucinação noturna, de um mundo imprevisível onde ninguém e nada tem uma referência exata.

Palestrante: Andréa Barbosa