Juventude, Trabalho e Educação
Seminário promovido pela Ação Educativa debate relações entre a educação de jovens e trabalho PDF Imprimir E-mail
Por Administrator   
Qui, 20 de Dezembro de 2012 16:57

A Ação Educativa realizou, nos dias 6 e 7 de dezembro, em São Paulo, o Seminário Juventude, Educação e Trabalho. O evento teve como objetivo produzir um maior entendimento sobre as tensões, desafios e possibilidades de articulação entre educação e trabalho na vida dos jovens brasileiros e contou com a participação de mais de 100 pessoas, além de ter sido transmitido pela internet.

A proposta surgiu da percepção de que, nos últimos anos, questões relacionadas à articulação entre educação, qualificação profissional e inserção no mundo do trabalho tem ganhado força no debate e na agenda pública, principalmente, quando atrelada à juventude. A intenção é criar um espaço de debate em torno das diferentes perspectivas e iniciativas de articulação entre educação e trabalho voltadas para juventude.

A programação (veja abaixo) foi construída a partir do diálogo da Ação Educativa com IFSP (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo), Observatório da Juventude da UFMG, Observatório Jovem da UFF, UniRio e o Programa de Mestrado em Educação do Departamento de Ciências Humanas e Educação da UFSCar; e conta com o apoio do Instituto Unibanco, da Kindernothilfe e da Norwegian Church Aid.

Relações entre os campos

De acordo com Raquel Souza, assessora do Programa de Juventude, Trabalho e Educação da Ação Educativa, o seminário procurou reunir pesquisadores dos temas de juventude e de trabalho e gestores de políticas públicas envolvendo estes dois campos. “Na verdade, haveria vários formatos e possibilidades. Fizemos uma opção, com a clareza de que é um primeiro momento da discussão. Por isso acho que não se esgota aqui nosso esforço de tentar aprofundar o debate sobre educação e trabalho na vida dos jovens” afirmou.

Miguel Gonzalez Arroyo, Professor da Faculdade de Educação UFMG e debatedor da mesa “Juventude, educação e trabalho: novos desafios e perspectivas?”, também destacou as diversas possibilidades que se colocam no diálogo entre estes três temas: “nos colocamos isso com toda a seriedade: educação e trabalho ou trabalho e educação. Não é jogo de palavras, são outras concepções. Será que se tivéssemos colocado em outras ordens, as análise seriam feitas em outra direção. Parece uma coisa simples, mas isso significa outra forma de aproximarmos da juventude, do trabalho e da própria educação.”

Arroyo destacou como a educação, na posição em que foi colocada no nome do seminário aparece como mediadora da relação entre jovens e o trabalho. “Outro ponto que queria destacar é que enfatizar a relação entre trabalho, juventude e educação nos obriga a repensar o próprio papel da escola na produção destas juventudes e deste trabalho. Em vez de ver a escola como destino do trabalho ou como mediadora da juventude e trabalho, ela pode ser um espaço de produção destas juventudes e destes trabalhos. Ela pode ser um fator determinando da entrada permanecia ou exclusão destas juventudes do trabalho”, provocou.

Para Helena Wendel Abramo, gerente de projetos da Secretaria Nacional de Juventude, a complexidade das relações entre juventude, educação e trabalho refletem a própria complexidade do campo de juventude. “O que eu acho é que o seminário trouxe a riqueza do campo que discute políticas de juventude. O campo já nasceu assim. Apesar da desvalorização, ele tem algumas vantagens e riquezas e essa é uma delas: o arco amplo de atores que sempre tem uma dimensão muito ampla de reflexão” defendeu.

Grande demanda

A Ação Educativa recebeu mais de 220 inscrições para as 100 vagas oferecidas. Para Raquel, a grande demanda demonstra os desafios colocados pela questão. “O interesse pela temática mostra o quanto ela é atual e mobilizadora de questões, certamente será necessário dar continuidade a esta reflexão e garantir estratégias para que as principais ideias do seminário sejam divulgadas”, afirma.

Vídeos

O debate teve as duas primeiras mesas e a mesa de encerramento transmitidas pelas internet. O vídeo das mesas “Juventude e as interfaces entre educação e trabalho” e “Juventude, educação e trabalho: novos desafios e perspectivas?” estarão disponíveis em breve no site da Ação Educativa.

Programação

Dia 06/12 (quinta-feira)

8h – Credenciamento e café da manhã

9h – Mesa de Abertura
Debatedores:
- Juarez Tarcísio Dayrell – Professor da Universidade Federal de Minas Gerais (Observatório da Juventude da UFMG)
- Maria Virginia de Freitas – Coordenadora do Programa Juventude da ONG Ação Educativa
- Ricardo Henriques – Superintendente Executivo do Instituto Unibanco

9h30 – Juventude e as interfaces entre educação e trabalho
Debatedores:

- Cláudia Jacinto – Coordenadora do Programa de Estudos sobre Juventude, Educação e Trabalho do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social da Argentina
- Cláudio Salvadori Dedecca – Professor do Instituto de Economia da Universidade de Campinas (Unicamp)
- Laís Wendel Abramo – Diretora do Escritório da Organização Internacional do Trabalho no Brasil (OIT-Brasil)
- Paulo César Carrano – Professor da Universidade Federal Fluminense – Observatório Jovem da UFF (debatedor)

14h – Mesas Simultâneas

Mesa 1: Trajetórias e percursos juvenis de educação e de trabalho
Debatedores:

- Nádia Maciel Falcão – Professora da Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
- Gisela Lobo Baptista Pereira Tartuce – Pesquisadora da Fundação Carlos Chagas (FCC)
- Munhoz Alavarse – Professor da Universidade de São Paulo (USP)
- Ana Paula Corti – Professora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – IFSP

Mesa 2: O ensino médio e a formação para o trabalho
Debatedores:
- Raquel Souza dos Santos – Assessora da ONG Ação Educativa
- Cristina Araripe Ferreira – Coordenadora do Laboratório de Iniciação Científica na Educação Básica da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio da Fundação Oswaldo Cruz -
- Sandra Regina de Oliveira Garcia – Coordenadora Geral do Ensino Médio na Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação
- Juarez Tarcísio Dayrell – Professor da Universidade Federal de Minas Gerais – Observatório da Juventude da UFMG

Dia 07/12 (sexta-feira)

9h – Mesas simultâneas

Mesa 1: O ensino técnico brasileiro e as políticas de expansão do atendimento
Debatedores:

- Marcos Antônio Oliveira (a confirmar) – Secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação
- Celso João Ferretti – Professor visitante sênior da Universidade Tecnológica Federal do Paraná
- Carlos Artexes Simões – Professor do CEFET Celso Suckow da Fonseca, pesquisador do Observatório de Juventude da UFF
- Uvanderson Vitor da Silva – Doutorando do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Mesa 2: Programas e ações de qualificação e inserção dos jovens no mundo do trabalho
Debatedores:

- Maria Carla Corrochano – Professora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
- Lívia de Tomasi – Professora da Universidade Federal Fluminense (UFF)
- Antônio Almerico Biondi Lima – Superintendente da Educação Profissional da Secretaria de Educação do Estado da Bahia
- Eliane Ribeiro Andrade – Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO

14h – Juventude, educação e trabalho: novos desafios e perspectivas?
Debatedores:

- Miguel Gonzalez Arroyo – Professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
- Marilia Pontes Sposito – Professora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP)
- Helena Wendel Abramo – Gerente de projetos da Secretaria Nacional de Juventude (SNJ)
- Maria Carla Corrochano – Professora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)
- Raquel Souza – Assessora da Ação Educativa

Leia também:

Retrospectiva: Relembre alguns desafios da luta por direitos educacionais, culturais e de juventude em 2012

Seminário debate relações entre a educação de jovens e o mundo do trabalho

Educadores participam de formação sobre jovens e escolha profissional

Estudantes da ETEC Sapopemba participam de oficina sobre escolha profissional

Roda de conversa debate propostas da juventude para as eleições

Ação Educativa participa de assembleia de eleição do Conjuve


 

 

Última atualização em Qui, 20 de Dezembro de 2012 18:36
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar