Políticas Públicas de Juventude e Participação
Seminário São Paulo pela Juventude será realizado na Câmara Municipal PDF Imprimir E-mail
Qui, 19 de Maio de 2011 14:07
Encontro, que acontecerá em 21 de maio, debaterá as políticas de juventude e será o ponto de partida para construir uma agenda política da juventude paulistana.



 Encontro, que acontecerá em 21 de maio, organizado pela Câmara Municipal com o apoio da Ação Educativa e diversos movimentos e entidades, debaterá as políticas de juventude e será o ponto de partida para construir uma agenda política da juventude paulistana.

 

 

 

 Organizações e movimentos sociais realizam, no dia 21 de maio, das 9h às 17h, o Seminário de Juventude da cidade de São Paulo – “São Paulo pela Juventude”. O encontro pretende abrir um diálogo na cidade para construir um diagnóstico da juventude paulistana e estimular a criação e implementação de políticas públicas voltadas à juventude, exigindo esforços para sua garantia, seja de ordem econômica, social, educativa, cultural ou política.

Para Maria Virgínia de Freitas, coordenadora da área de Juventude da Ação Educativa, além de “debater as demandas da juventude e as políticas públicas implementadas na cidade de São Paulo”, espera-se que a partir daí “se desenvolvam ações coletivas para incidir, entre outras coisas, nos processos de renovação do Conselho Municipal de Juventude e de organização da etapa paulistana da 2ª Conferência Nacional de Juventude”.

Como o Seminário deve reunir diferentes segmentos da juventude, será uma possibilidade de “iniciar um processo de articulação da sociedade civil e de debater com o poder público sobre os direitos da juventude da cidade de São Paulo e colaborar na formulação das políticas públicas que garantam esses direitos”, diz Marcos Dantas, da coordenação Instituto Paulista de Juventude (IPJ), entidade de apoio no Conselho Municipal da Juventude de São Paulo.

Para Osvaldo Lemos, presidente municipal da União da Juventude Socialista (UJS) de São Paulo, cobrar o poder público municipal por políticas públicas que tenham como foco a juventude “implica debater qual é o papel da Coordenadoria Municipal de Juventude de São Paulo e, qual é o papel do Conselho da Juventude, criado em 2008”, diz. Segundo ele, a cidade precisa entrar em sintonia com as mudanças que vêm acontecendo no Brasil. “Existem programas que estão sendo realizados em âmbito nacional e que não foram implementados em São Paulo”, aponta.

2ª Conferência

O Seminário se pretende como espaço de aglutinação dos jovens em torno de pautas comuns que possam subsidiar políticas públicas. Assim, dentre os objetivos, está a reorganização do setor para a participação da 2ª Conferência Nacional de Juventude, que acontece entre os dias 9 a 12 de dezembro, em Brasília. Durante a Conferência Nacional será debatido a construção do Plano Nacional da Juventude e o Estatuto da Juventude, que devem apontar caminhos para ações voltadas à juventude.

As etapas da Conferência Nacional devem ser realizadas logo no início do segundo semestre em âmbito municipal e estadual. Além disso, serão realizadas, durante o período pré-Conferência, os chamados diálogos da juventude e conferência livres nas comunidades do centro à periferia.

O Seminário será realizado no auditório 1º de Maio na Câmara Municipal de São Paulo, uma das organizadoras do evento, e deve contar com público de 300 pessoas. As inscrições podem ser feitas diretamente pelo e-mail: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

PROGRAMAÇÃO:

8h30 às 9h - Credenciamento.

9h às 9h30 - Abertura - José Police Neto (Presidente da Câmara Municipal de São Paulo), Netinho de Paula (1º. Secretário da Câmara Municipal de São Paulo), João Gabriel Camargo Oshiro (Presidente do Conselho Municipal de Juventude), Gabriel Medina (Presidente do Conselho Nacional de Juventude), representante da Comissão Organizadora e autoridades presentes.

9h30 às 11h15 – O Papel do Estado na garantia dos direitos da Juventude.

Severine Macedo - Secretária Nacional de Juventude.

Andréa Quércia - Coordenadoria Estadual de Juventude (a confirmar)

João Gabriel de Camargo Oshiro - Coordenador Municipal da Juventude.

Vereador Alfredinho (PT) - Presidente da Comissão Extraordinária de Defesa dos Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude.

11h as 11h15 - intervalo

11h15 às 13h30 - Políticas Públicas: diversos olhares da juventude.

Composição da Mesa: Articulação Política da Juventude Negra, Associação da Parada do Orgulho Gay GLBT, Fórum Hip Hop, Pastoral da Juventude/Agentes de Pastoral Negros, Jovens Feministas de São Paulo, Movimento de Defesa do Favelado, Sintratel e União Nacional dos Estudantes.

13h30 às 14h30 - Almoço

14h30 às 17h - Perspectivas para as políticas públicas na cidade de São Paulo: construção da agenda política da juventude.

SERVIÇO:

Data: 21 de maio de 2011, das 9h às 17h
Local: Câmara Municipal de São Paulo - Plenário 1º. de Maio
Público estimado: 300
Inscrições e informações: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Organização:

Câmara Municipal de São Paulo Parceiros, Secretaria Nacional de Juventude, Conselho Nacional de Juventude, Coordenadoria Municipal da Juventude, União da Juventude Socialista (UJS), Ação Educativa, Movimento Nossa São Paulo, Educafro, Agentes de Pastoral Negros (ANPS), Coletivo Perifatividade, Nação Hip Hop Brasil, Instituto Paulista de Juventude, Juventude do PT, Associação Frida Kahlo (Afrika), Projeto Batukai, Articulação Política de Juventudes Negras e Centro de Estudos e Memória da Juventude(CEMJ). 

Última atualização em Qui, 19 de Maio de 2011 14:15
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar