As dificuldades do exercício do direito à educação nos presídios brasileiros PDF Imprimir E-mail
Dom, 31 de Julho de 2005 21:00
As dificuldades do exercício do direito à educação nos presídios brasileiros

Em junho de 2004, o Brasil possuía, segundo dados recolhidos pelo Ministério da Justiça, 328.776 presos. Deste total, 96% são homens e 4% mulheres, sendo que 134.266 pessoas cumpriam pena em regime fechado, 32.508 em regime semi-aberto, 78.523 estavam na condição de presos provisórios e 3.827 cumpriam medida de segurança. Ainda que faltem dados precisos sobre o nível de escolaridade desta população e sobre o atendimento educacional realizado nas prisões (o Censo Penitenciário não inclui questões a respeito da educação), não é difícil constatar que o exercício do direito à educação está longe de ser uma realidade no sistema prisional brasileiro.

Veja outras matérias deste boletim.