Ação em Rede
GT Educação se prepara para o Fórum Social Mundial 2013 PDF Imprimir E-mail
Por Administrator   
Qua, 27 de Fevereiro de 2013 18:51

O Grupo de Trabalho de Educação (GT Educação), constituído a partir do processo do Fórum Social Temático de Porto Alegre 2012, se reuniu em São Paulo, entre nos dias 31 de janeiro e 1 de fevereiro, para planejar suas ações ao longo de 2013 e organizar suas atividades autogestionadas na 13ª edição do Fórum Social Mundial, que acontecerá em Túnis (Tunísia) entre os dias 26 e 30 de março.

Com o objetivo de fortalecer a disputa da agenda da educação nos diferentes níveis, inclusive na esfera supranacional, em espaços como os das Nações Unidas e de outros organismos internacionais, o GT realizará, durante o Fórum, a atividade autogestionada “Educação, Justiça Social e Ambiental”.

A atividade será realizada em duas partes, a primeira delas pretende compartilhar e ampliar a discussão conceitual proposta no documento lançado pelo Grupo na Rio+20, “A educação que precisamos para o futuro que queremos” (leia aqui a íntegra).

Na segunda parte, o Grupo pretende promover o debate sobre práticas capazes de tornar reais as reflexões apresentadas no documento, discutindo como os marcos conceituais e paradigmáticos que defendem podem se transformar em políticas públicas e não permanecerem apenas no campo das ideias.

Outras ações

As ações do GT estão voltadas para que o sentido e a agenda da educação não sejam restringidos à geração de lucros e adaptabilidade a testes padronizados, mas para que possam contribuir para o amplo desenvolvimento do ser humano, baseado na justiça social e ambiental. Para isso, além das atividades propostas para o Fórum Social Mundial, o Grupo deve produzir, em 2013, novos materiais para provocar reflexões e discussões e ampliar opiniões alternativas.

Na agenda específica das metas globais (Objetivos do Milênio e Educação para Todos), o GT pretende atuar no debate da agenda pré e pós 2015, “buscando formar um contraponto nos espaços internacionais, que têm sido cooptados pela lógica tecnicista da educação como instrumento para formação de mão-de-obra e consumidores, minimizando seu potencial de formação de cidadãos e cidadãs capazes de atuar sobre o espaço que vivem e transformá-lo”, explica Filomena Siqueira, assessora da unidade internacional da Ação Educativa.

O Grupo acredita e defende que a comunidade internacional deve se esforçar para desenvolver uma agenda para a educação pós-2015 que não se limite a testes padronizados e mecanismos de avaliação e indicadores que não colaboram para um diagnóstico propositivo, além de não refletirem a multiplicidade presente no processo de aprendizagem.

O trabalho do GT sobre as discussões para o pós 2015 pode ser acompanhado através de seu blog.

O Grupo

O GT Educação é formado por Ação Educativa, Campanha Latino-Americana pelo Direito à Educação (CLADE), Conselho de Educação de Adultos da América Latina (CEAAL), Conselho Internacional pela Educação de Jovens e Adultos (ICAE), Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), Fórum Mundial de Educação (FME), Rede de Educação Popular entre Mulheres da América Latina e Caribe (REPEM), e Segunda Jornada Internacional de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global.

 

Leia também:

Artigo: Sociedade civil se mobiliza em torno da renovação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Fórum Social Mundial 2013 será realizado na Tunísia

Atividade na Cúpula dos Povos debate "a educação que precisamos para o mundo que queremos"

Em preparação à Cúpula dos Povos, organizações promovem Tenda contra Mercantilização da Vida

Ação Educativa inicia processo de cooperação na área educacional com países africanos de língua portuguesa

 


 

Última atualização em Qua, 27 de Fevereiro de 2013 18:56
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar