Observatório da Educação
Jornais não cobram de candidatos propostas detalhadas de educação PDF Imprimir E-mail
Por Administrator   
Qui, 30 de Setembro de 2010 09:49
Apesar de denunciar a falta de propostas em alguns editorias e artigos de opinião, jornais não recorreram a pesquisadores para pautar políticas educacionais no debate público.



A palavra educação aparece com frequência nos discursos dos candidatos, enunciada quase sempre como prioridade. Mas a análise da cobertura dos principais jornais impressos de todas as regiões do país, no mês que antecede as eleições, revela que tal prioridade não se traduziu em propostas concretas.


Já na reta final, candidatos à presidência ainda falam em divulgar “propostas mais detalhadas de educação”. No dia 27/9, a menos de uma semana das eleições, o Estado de S. Paulo noticiou que José Serra (PSDB) “defenderá uma revisão curricular na educação fundamental, de forma a tornar a grade mais objetiva e enxuta”. A reportagem não questiona a qualidade do debate que se poderá fazer, em cinco dias, sobre mudanças de tal porte.

Leia a notícia na íntegra no Portal do Observatório da Educação


 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar