Observatório da Educação
Estado e sociedade civil debatem atual política nacional para o ensino médio PDF Imprimir E-mail
Por Administrator   
Qui, 10 de Setembro de 2009 15:12
Encontro no início de setembro mostra que ainda não há consenso sobre o tema


Fonte: Portal do Observatório da Educação

Em 3 de setembro, a Ação Educativa realizou uma “roda de conversa” sobre a  atual política nacional para o ensino médio, com ênfase em duas iniciativas especialmente relevantes na conjuntura atual: a PEC 277/08 – que dispõe sobre a obrigatoriedade do ensino dos quatro aos 17 anos e sobre o fim da Desvinculação das Receitas da União em Educação (DRU) – e o Programa Ensino Médio Inovador, de iniciativa do Ministério da Educação (MEC) (leia aqui sobre o tema).

O encontro, que envolveu 22 pessoas, dentre representantes de organizações da sociedade civil, universidades, escolas públicas e órgãos do governo, aprofundou os debates em torno da extensão da obrigatoriedade do ensino dos quatro aos 17 anos, e mostrou que o tema não é consensual. “Argumentos favoráveis e contrários foram muito ressaltados. Esse foi o primeiro espaço de que tenho notícia que fez isso aflorar, o que é fundamental para que a sociedade civil consiga construir um posicionamento”, afirma Ana Paula Corti, da Ação Educativa.

A proposta da roda era criar uma oportunidade para que as pessoas pudessem olhar para as políticas de ensino médio, uma vez que há uma conjuntura favorável para que essa etapa seja discutida de maneira mais ampla por diversos segmentos. “Dentro da pluralidade de vozes que reunimos, pudemos recolher opiniões diferenciadas sobre as iniciativas em debate, apontando oportunidades positivas e lacunas”, destaca Ana Paula, ressaltando que o grande consenso da roda foi a necessidade de construir uma agenda pública para o ensino médio a partir não apenas do governo, mas também de um diálogo com a sociedade civil.

O Observatório da Educação registrou o depoimento dos seguintes participantes da roda: Carlos Artexes Simões - diretor de concepções e orientações curriculares para educação básica do Ministério da Educação; Maria Inês Fini - assessora de Currículo e Avaliação da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo; Maria Sylvia Simões Bueno – professora da UNESP; Helena Singer - diretora pedagógica da Associação Cidade Escola Aprendiz; Maria de Salete Silva – UNICEF e Jeferson Henrique - projeto Jovens Agentes pelo Direito à Educação (JADE), da Ação Educativa.

Leia aqui suas opiniões sobre:

*O Programa Ensino Médio Inovador

*A obrigatoriedade do ensino dos quatro aos 17 anos
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar