Egon Rangel fala ao Jornal da CBN sobre Programa Nacional do Livro Didático PDF Imprimir E-mail
Por Administrator   
Qua, 15 de Junho de 2011 14:12
Entrevista com Egon Rangel, professor da PUC-SP e representante da área de Língua Portuguesa na comissão técnica do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) da Secretaria de Educação Básica do MEC.


“Qualidade da avaliação dos livros feita pelo MEC é boa”, diz professor. Vejas dois trechos da entrevista abaixo:

Clique aqui para ouvir a entrevista.


Sobre o PNLD

“Eu faço uma avaliação bastante positiva e acho que quem tem acompanhado o programa desde o início, em 1996 e 1997, pode se dar conta disso com muita facilidade. Basta olhar o que no período a imprensa dizia sobre os livros que eram distribuídos para as escolas, que não eram avaliados, e os livros que são distribuídos agora. A diferença é bastante grande em todas as áreas. [...] Eu posso garantir a vocês e acredito que todos os coordenadores de todas as áreas podem garantir que não há mais o tipo de erros que havia nos livros didáticos em qualquer área que você pode imaginar desde que eles estão sendo avaliados. Há sim, pequenos problemas, um deslize aqui ou acolá que tem causado muito alarde, acho que por motivos mais políticos do qualquer outra coisa.”


Sobre o livro Por uma vida melhor

“No caso do livro de português, essa polêmica foi uma falsa polêmica porque na verdade não há o erro que a imprensa apontou no livro. O livro não ensina a falar errado, até porque não existe o “falar errado”. Existem diferentes falares populares e o falar culto. E todos eles são legítimos em seus devidos contextos. E o que o livro diz na passagem que foi tão comentada é exatamente isso. Aliás, é bom que se diga que essa passagem faz parte de um capítulo do livro que fala justamente sobre a norma culta, sobra a importância da norma e o porquê é fundamental que o cidadão aprenda a norma culta para as diferentes situações de comunicação no dia a dia e para o exercício da cidadania. E, ao ensinar isso, o livro contextualiza o que é a norma culta no conjunto dos fenômenos da língua portuguesa. E faz isso muito corretamente por sinal.”



 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar